Caldas Novas

Maior pólo turístico de Goiás e um importante destino do turismo internacional, a cidade recebe cerca de 1,5 milhão de visitantes por ano. Sua infra-estrutura hoteleira conta hoje com mais de 80 hotéis (cerca de 30 mil leitos), muitos dotados de parque aquático. Estas águas ao chegarem à superfície trazem na composição sais minerais e gases que possuem comprovadas propriedades terapêuticas, indicadas para o tratamento de artrites, gastrite, disfunções reumáticas, nefrites e afecções articulares, alergias, nevralgias, afecções do nervo ciático, diminuição da pressão arterial, entre outros. 0 processo de formação do aqüífero termal inicia com a infiltração da água da chuva no topo da Serra de Caldas. Estudos modernos mostram que não há indício de vulcão na região de Caldas Novas e Rio Quente, idéia reforçada pela forma elíptica da Serra de Caldas. A descoberta das águas quentes ocorreu no final do século XVIII, mas a primeira “casa de banho” só surgiu em 1910. Funcionava onde hoje é o Balneário Municipal, em instalações de madeira e apenas duas banheiras. Desde então o futuro da cidade começou a ser delineado pela sua vocação turística, em virtude da riqueza extraída do seu subsolo, o ouro molhado encontrado pelos primeiros desbravadores que aqui chegaram.
A maior Estância Hidrotermal do Mundo pode ser alcançada através de um aeroporto moderno e funcional e estradas pavimentadas que a ligam a todo o país. Oferece experiências únicas provocadas pelas águas quentes em seus diversos parques aquáticos termais espalhados pela cidade e dentro de vários hotéis.
Outros atrativos também fazem parte do maior destino do interior do Brasil, como o Turismo Náutico no Lago de Corumbá, Turismo Ecológico no Parque Estadual da Serra de Caldas, feiras de artesanatos e produtos típicos, além de uma gastronomia diversificada.

LEAVE A COMMENT